01 dezembro 2011

Metáforas da moda

Imagem: google


A palavra da vez é: INVESTIR
Que segundo o dicionário quer dizer: 
"Aplicar, empregar, inverter capitais com finalidade lucrativa; fazer investimento (de capitais)."

E minha surpresa se dá 
quando leio textos que a empregam de forma a estimular o consumismo sem medidas.
Alguns lugares relacionando a compra de uma peça cara, 
em geral de grife internacional, onde ela é atribuída como "investimento".
Li recentemente que comprar uma bolsa dessas seria 'investir' pois deixaria de herança para a filha. (Hã?) 

Então coloco aqui minha reflexão:
Uma bolsa ou qualquer peça de grife cara (exceto joia),
jamais poderá ser chamada de "investimento para virar herança".
Esse artigo por maior que seja seu valor de custo, 
sua qualidade inquestionável ou status agregado,
 não posso considerar que faça parte de alguma aplicação.
Ela se deteriora, desvaloriza com desgaste do uso e, a não ser que você seja um famoso como Michael Jackson, por exemplo, sua revenda não trará lucro.

Portanto, ao falar em herança não questiono quando se refere ao valor sentimental, isso é válido, claro!
Porém, justificar pagar um alto preço (muitas vezes até se endividando) como investimento, me indigna!
Investir em um bem é quando compramos algo no qual, se precisarmos dispor, trará retorno financeiro.
Joias, imóveis, aplicações etc.

Espero que aqueles que se iludem e se desdobram para comprar uma peça cara em busca de status, 
tenham consciência da metáfora aplicada nos blogs de moda.
 E caso contrário, que a futura herdeira nunca precise transformar sua "herança" em capital. rs...


Meu blog, minha opinião.