30 novembro 2009

Aparências, nada mais...

É com isso que muitas pessoas se preocupam, parecer ser aquilo que nem de longe são.
Compram roupas de etiquetas caras baseadas na imagem que farão dela, como se isso fosse garantia de elegância!
Compram objetos que são incompatíveis com seus padrões de vida, como se isso mudasse sua essência!

Esses dias o celular do meu marido pifou e fomos a uma assistência técnica beeem simples localizada no camelódromo municipal de Florianópolis, entre os clientes havia um que estava comentando sobre a troca de seu celular com o técnico do local.
"-então fulano, ele tá vendendo um iPhone de última geração, tá pedindo 800 reais". Disse o técnico.
"-humm", indagou o interessado...
"-será que ele aceita o meu como parte do pagamento mais um complemento em dinheiro?"
E o dele já tratava-se de um celular super moderno.
"-Ahh, acho que sim! ligue pra ele e faça a proposta, o número dele é 9999-9999"
E imediatamente respondeu:
"-Pô, mas eu tô sem crédito, sabe como é...só recebo no final do mês!"

PQP....a criatura não tem dinheiro pra comprar um crédito mínimo de 10 reais pra usar o celular mas tem a intenção de comprar um aparelho que custa 80x mais caro!

É desta ilusão de status que me refiro. Pra que isso?
Quem não tem competência não se estabelece, sempre diz a minha mãe!

Não pode bancar os custos e as despesas por que se preocupar em passar uma imagem que não é?
Provavelmente deve andar a pé por ter um carro comprado em inúmeras prestações e não sobrar dinheiro pra colocar gasolina.
Ridículo!
Abomino esse tipo de gente!
Outro dia ouvi na novela a personagem da Isabelle Drummond, a Bianca de Caras e Bocas dizer ao personagem de Otaviano Costa.

"-Fulano, você tem cara de pobre, jeito de pobre e cheiro de pobre! Nada em você fica bom"

ha ha ha ha
Isso que penso de gente assim!