13 julho 2009

Gentileza

Eu não ainda não me acostumei com o jeito rude de alguns motoristas.
Hj ao sair de casa cedi passagem a um carro que vinha em sentido contrário e pretendia estacionar na calçada da minha pista.
Pisquei o farol e sem nenhuma cerimônia ele cruzou a frente; E só!
Nenhuma piscadinha de farol, nenhum sorrisinho, nenhum aceno, nenhum obrigado, nenhum "valeu moço"*...acho que dever ter pensado que era minha obrigação.
Enfim, isso me irritou (novidade...hehehe... meu pavio é curto...huahuaahua) mas segui viagem tranquilamente.

Retornando pra casa, ao parar em um sinal e olhar pro lado percebi que um carro estava com a porta aberta. Era um veículo da fundação promenor, não lembro extamente o que estava escrito, mas assim que notei a porta, buzinei várias vezes até que o motorista distraído e muito invocado olhasse pra mim. E no momento que ele me viu eu fiz sinal avisando.
Ele me olhou de rabo de olho fechou a porta e virou pro outro lado.
Outra vez: nenhum sorrisinho, nenhum aceno, nenhum obrigado, nenhum "valeu moço"*...

Indignada, assim que o sinal abriu gritei: mal educadoooooooooo (Como se essa minha atitude também não fosse um gesto negativo..hehehe)...Mas extravasei.
Por onde andam os bons modos e a gratidão?
Não devemos exigir que as pessoas tenham o comportamento que julgamos correto, mas haja paciência!

tsc tsc tsc

* meu sobrinho falava isso quando era pequeno e queria agradecer os porteiros do seu condomínio.